RHP

Alterações legais e fiscais 2019 – ERP Primavera

Partilhar

Informamos que foi disponibilizado um conjunto de alterações com o objetivo de responder às necessidades legais e fiscais que entram em vigor em 2019, no que se refere à solução de Recursos Humanos, nomeadamente:

  • Novas regras de tributação de horas extra Lei n.º 71/2018, de 31 de dezembro, que aprovou o Orçamento do Estado para 2019 em vigor desde 01.01.2019;
  • Aumento da Retribuição Mínima Mensal Garantida (RMMG)Decreto-lei n.º 117/2018, de 27 de dezembro;
  • Atualização de feriados nacionais para o ano de 2019.

Como Atualizar

As atualizações relativas ao aumento da Retribuição Mínima Mensal Garantida e feriados nacionais para 2019 estão disponíveis de forma automática através do Serviço de Atualização de Dados (Data Update).

Para aceder às restantes alterações é necessário instalar as versões disponibilizadas via Deployment Center:

  • Recursos Humanos – versão 9.1509.1169

Informação Adicional Importante:

Retenção na fonte autónoma de valores relativos a trabalho suplementar

De acordo com o art.º 257.º da Lei n.º 71/2018, de 31 de dezembro, que aprovou o Orçamento do Estado para 2019, e que alterou o art.º 99.º-C do CIRS, a partir de 01/01/2019, os valores relativos a trabalho suplementar passam a ser alvo de retenção autónoma na fonte em sede de IRS.

Assim sendo, a partir desta data, os valores relativos a trabalho suplementar são sempre objeto de retenção autónoma, não podendo, para cálculo do imposto a reter, ser adicionados às remunerações dos meses em que são pagos ou colocados à disposição.

Por outro lado, quando for paga remuneração relativa a trabalho suplementar, a taxa de retenção a aplicar corresponde à dos restantes rendimentos do trabalho dependente auferidos no mesmo mês em que esta é paga ou colocada à disposição.

Desta forma, a partir de 01/01/2019, quando num determinado período estiverem a ser processados os valores relativos a horas extra, estes valores não irão contribuir para a determinação da taxa de retenção na fonte a aplicar.

2019 – Atualização da Retribuição Mínima Mensal Garantida (RMMG)

Na sequência da entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 117/2018, de 27 de dezembro, que aprovou a atualização da Retribuição Mínima Mensal Garantida (RMMG), foram disponibilizadas atualizações que contemplam os novos valores de RMMG de acordo com o domicílio fiscal – Portugal Continental, Açores e Madeira – no que diz respeito ao cálculo de indemnizações e compensações por fim de contrato no Utilitário de Progressão na Carreira e nos valores a reter no Módulo de Gestão de Penhoras e Adiantamentos.

De acordo com o Artigo 2.º deste diploma, a partir de 01/01/2019, o valor da RMMG passou a ser de €600,00 para Portugal Continental.

Quanto à Região Autónoma dos Açores, de acordo com o Artigo 3.º do Decreto Legislativo Regional n.º 8/2002/A de 10 de abril, “O montante do salário mínimo estabelecido ao nível nacional para os trabalhadores por contra de outrem tem, na Região Autónoma dos Açores, o acréscimo de 5%”. Assim, com esta alteração, o valor em vigor para esta Região é de €630,00.

Quanto à Região Autónoma da Madeira, aguarda-se a publicação de diploma que efetue a atualização. Até lá, considera-se o valor em vigor para o Continente.

Em suma, neste momento, os valores são:

  • Portugal Continental – € 600,00
  • Açores – € 630,00
  • Madeira – € 600,00

2019 − Como atualizar vencimentos em lote por aumento da RMMG?

Para agilizar o processo de atualização do vencimento dos funcionários que auferem o salário mínimo nacional para os atuais valores de Retribuição Mínima Mensal Garantida (RMMG), as entidades empregadoras, após efetuarem a devida análise e enquadramento relativamente a cada um dos funcionários eventualmente abrangidos, poderão usar o utilitário de Atualização de Vencimento.

Este utilitário está disponível em Recursos Humanos l Salários e Honorários l Utilitários l Atualizações em Lote l Atualização de Vencimento.

Para utilizá-lo, realize os seguintes passos:

  1. No separador Definições, acione a opção Atualiza Vencimento, selecionando a alternativa Valor Mínimo;
  2. Coloque o valor de RMMG aplicável ao domicílio fiscal:
    Portugal Continental – € 600,00
    Açores – € 630,00
    Madeira – € 600,00
  3. No separador Funcionários a alterar, acione a opção Atualizar. Desta forma, serão apresentados os funcionários que têm definido na ficha do funcionário um vencimento mensal até ao valor indicado na opção Valor Mínimo, ou seja, até ao valor que deverá corresponder ao valor atual de RMMG aplicável naquele domicílio fiscal;
  4. Para atualizar os vencimentos, selecione os funcionários cujo vencimento pretende atualizar e acione as opções Atualizar e Gravar.

Este utilitário apresenta os funcionários que têm definido na ficha do funcionário um vencimento mensal até ao valor indicado na opção Valor Mínimo, ou seja, até ao valor que deverá corresponder ao valor atual de RMMG aplicável naquele domicílio fiscal, independentemente de ser trabalhador a tempo completo ou parcial. Verifique se entre os funcionários apresentados estão trabalhadores a tempo parcial e o valor de vencimento para o qual devem ser atualizados consoante a carga horária. Para esse efeito, consulte a coluna Horas.

Após efetuar a atualização de vencimento através deste utilitário, é apresentada a seguinte mensagem: “Deseja efetuar o cálculo de retroativos?”. Se escolher Sim, será remetido para a janela relativa ao cálculo de retroativos em lote.

Como atualizar feriados nacionais via Assistente de Atualização de Dados?

Para atualizar os calendários com os feriados nacionais (fixos e móveis) para um determinado ano, siga os seguintes passos:
  1. Clique em Instalar assim que seja notificado da disponibilidade da atualização ou aceda à opção Instalar dentro do menu Atualizações, no separador ELEVATION (da ribbon);
  2. No serviço de Atualização de Dados, indique as empresas nas quais pretende instalar a atualização e selecione a opção Continuar;
  3. Indique se pretende que o serviço remova os feriados nacionais já existentes para o ano relativamente ao qual está a ser efetuada a atualização. Selecione Instalar a atualização e, de seguida, a opção Continuar;
  4. Valide se o utilizador tem permissões para modificar calendários e feriados da(s) empresa(s) onde será feita a atualização e selecione Continuar;
  5. Finalmente, verifique se a instalação ocorreu sem erros e, em caso afirmativo, selecione a opção Concluir.

O serviço disponibiliza os feriados nacionais fixos e móveis. Os feriados locais devem ser inseridos manualmente.

Para efetuar esta atualização, o utilizador necessita ter permissão para utilização do serviço de Atualização de Dados, sendo necessário também ter permissões para modificar calendários e modificar feriados.

Âmbito

Versões: 9.15
Produtos: Executive e Professional
Localizações: Portugal

Posted by rbadmin  |  0 Comment  |  in Comunicados, Comunicados em Destaque, Gestão, Gestão Destaque

Utilizadores Software TOCONLINE sem acesso a serviços

Partilhar

Milhares de utilizadores do Software de Contabilidade TOCONLINE, desenvolvido pela Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), estão a viver momentos complicados derivado à quebra de serviço prestado pela mesma, o que levou os fabricantes de Software de Gestão a fazer o seguinte comunicado:

SITUAÇÃO INACEITÁVEL VIVIDA POR MILHARES DE CLIENTES DE TOCONLINE

Os fabricantes de software Nacional (Primavera, PHC, Centralgest, Eticadata, Olisoft, Prototipo e Moloni), há já algum tempo que vêm criticando o modo de operação da OCC, por sair do que é o seu propósito (Regular a classe dos Contabilistas Certificados em Portugal)

Com o objetivo de apoiar os milhares de profissionais que são utilizadores do software TOCONLINE, a Primavera e os seus Parceiros decidiram oferecer os seguintes descontos no licenciamento do ERP Primavera V10 até 31 de Dezembro de 2018:

ERP Professional for Accountants v10:
• Desconto de 50% na 1ª subscrição anual do módulo de Contabilidade
• Desconto de 20% na 1ª subscrição anual dos restantes módulos

Accountant Suite v10:
• Desconto de 30% na 1ª subscrição anual

Se é utilizador do TOCONLINE e pretende ter acesso ao licenciamento e a serviços de implementação especiais, contacte-nos através deste link:

Contactos

 

Posted by rbadmin  |  0 Comment  |  in Comunicados, Comunicados em Destaque, Gestão, Gestão Destaque

Primavera RHP (PT) – Mapa de Seguros: exclusão de remunerações sem caráter de regularidade

Partilhar

Informamos que foi disponibilizada uma atualização que, mediante configuração, permite excluir do Mapa de Seguros as remunerações que não tenham caráter de regularidade, respondendo assim melhor às necessidades das organizações e à legislação aplicável.

Desta forma, passa a ser possível indicar quais as remunerações a incluir, excluir ou a incluir parcialmente no Mapa de Seguros, de forma independente do reportado na Declaração de Remunerações para a Segurança Social.

Verifique informações em baixo para mais detalhe:

Configuração das remunerações a considerar no Magnético do Mapa de seguros

O Mapa de Seguros, disponível em Declarações Fiscais e Oficiais | Recursos Humanos | Mapas Oficiais | Seguros – Declaração de Remunerações, reflete os dados que constam na Declaração de Remunerações para a Segurança Social.

No entanto, de acordo com a legislação que regulamenta o regime de reparação de acidentes de trabalho e de doenças profissionais, “(…) Entende-se por retribuição mensal todas as prestações recebidas com carácter de regularidade que não se destinem a compensar o sinistrado por custos aleatórios”.

Assim, é defensável que apenas constem do mapa de seguros as remunerações que cumpram estes requisitos, excluindo-se consequentemente as que não cumpram.

Desta forma, é possível definir para cada remuneração se esta deve ou não ser considerada no Mapa de SegurosDeclaração de Remunerações, permitindo assim a geração do ficheiro magnético respetivo a entregar às Seguradoras.

Para definir as remunerações que devem ou não ser incluídas nesta declaração, na área Magnético Seguradoras, em Tabelas | Recursos Humanos | Dados de Processamento | Remunerações, ative uma das 3 opções:

  • Declarar valor sujeito a segurança social – a parte isenta da remuneração não será declarada nos dois mapas (Declaração de Remunerações para a Segurança social e magnético para as seguradoras);
  • Declarar valor isento e sujeito a segurança Social – na Declaração de Remunerações para a Segurança Social apenas é declarada a parte abaixo do limite de isenção, já no magnético para as seguradoras é declarada a totalidade da remuneração (valor isento e não isento da remuneração). Ex.: Valor de subsídio de alimentação com valor acima do limite de isenção em termos de Segurança Social.
  • Não declarar qualquer valor – o valor da remuneração não é considerado no magnético para a seguradora. Ex.: Valores relativos a compensação/indemnização por fim de contrato não são recebidas com carácter de regularidade, pelo que, caso assim se entenda, poderá configurar-se a remuneração para não constar no magnético para a Seguradoras.

Por omissão, é mantido o comportamento anterior, ou seja, mantém-se ativa a opção Declarar valor sujeito a segurança Social.

Como Atualizar

Para usufruir da atualização será necessário instalar a versão disponibilizada (ou superior) via PRIMAVERA Deployment Center:

  • Recursos Humanos – versão 9.1509.1127
    RHPLE915091127.exe ou RHPLP0915091127.exe

Âmbito

Versões: 9.15
Localizações: Portugal

Posted by rbadmin  |  0 Comment  |  in Comunicados, Comunicados em Destaque, Gestão, Gestão Destaque

Primavera ERP – Melhorias na encriptação das fotografias dos funcionários

Partilhar

No seguimento da adaptação do ERP ao Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), informamos que foi disponibilizada uma nova versão do módulo de Recursos Humanos que responde às sugestões de melhoria relacionadas com o comportamento adotado nas fotografias dos funcionários.

Esta melhoria compreende uma nova configuração, ao nível do Administrador, que permite ao utilizador controlar a encriptação das fotografias dos funcionários.

Como Atualizar

Para usufruir destas atualizações será necessário instalar a versão disponibilizada (ou superior) via PRIMAVERA Deployment Center.

  • Recursos Humanos – versão 9.1509.1062
    RHPLE0915091062.exe ou RHPLP0915091062.exe

 

Outra informação Importante:

RGPD – funcionalidades de apoio

O Regulamento (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho da Europa, mais conhecido por Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), passou a ter aplicação plena a partir do dia 25 de maio de 2018.

Assim, a partir dessa data, as organizações abrangidas no âmbito de aplicação do RGPD serão obrigadas a demonstrar que tomaram as medidas apropriadas para garantir a conformidade dos seus processos com este Regulamento, garantindo a privacidade e segurança dos dados pessoais de pessoas singulares.

A conformidade com o RGPD deve ser assegurada pelas organizações no seu todo e não apenas pelos sistemas de informação/gestão usados. Para auxiliar as organizações nesta tarefa, o ERP PRIMAVERA disponibiliza funcionalidades que garantem a segurança e privacidade dos dados pessoais de pessoas singulares, destacando-se:
  • Possibilidade de ativação de um novo LOG no Administrador que permite rastrear quem acedeu, quando e sobre que entidades, bem como as operações executadas, permitindo a despistagem de incidentes de violação de dados e indagar a origem e responsabilidade. Este LOG tem em consideração questões de performance.

Na nova coluna RGPD é possível verificar, através da sua marcação, quais as entidades que tendo (ou podendo ter) dados pessoais de pessoas singulares estão a ser logadas. É possível rastrear a atividade do utilizador – o que fez, quando e sobre o quê-, auxiliando na deteção da origem de incidentes de violação de dados.

Na Consulta do LOG existe uma nova opção de consulta através do NIF da entidade (consulta, criação, modificação e eliminação).

  • Possibilidade de encriptação de ficheiros (anexos e fotos) garante que apenas os utilizadores autorizados, e com permissões de acesso a determinada informação contida nesses ficheiros, conseguem aceder-lhes. Desta forma, evitam-se os acessos indevidos ou desnecessários.

Este comportamento é garantido em:

Anexos- Através da seleção da opção “Contém dados pessoais, confidenciais ou sensíveis” no ato da criação do anexo ou através da edição das propriedades dos anexos, quando necessário. Nas entidades cujos anexos possuem maior probabilidade de conterem dados pessoais ou sensíveis (ficha de funcionário, ficha de independente, currículo do funcionário e SHST) esta opção aparece ativa por omissão.

Fotografias dos funcionários- Por omissão, as fotos são encriptadas. Caso as normas previstas no RGPD não se apliquem à empresa, e não exista necessidade de encriptar as fotos dos funcionários, deve ser ativada a opção “Não encriptar fotos funcionários”, acessível no Administrador l Recursos Humanos l Parâmetros do Exercício l Func./Indep..
  • Possibilidade de assinalar os campos de utilizador que contêm dados pessoais. Depois de catalogados, os dados contidos nesses campos passam a ser considerados nas operações realizadas no módulo Personal Data Manager (PDM) – consulta, anonimização, mascaramento de dados, etc.

Existem ainda outras funcionalidades que influenciam a privacidade e proteção dos dados pessoais, destacando-se:

  • Encriptação de palavras chave – A encriptação das passwords dos utilizadores e administradores de sistema é uma garantia adicional de segurança, evitando acessos indevidos ou não autorizados.
  • Definição de perfis de acesso – É possível definir que utilizadores têm acesso a determinadas funcionalidades e que operações podem executar. O utilizador, mediante o seu perfil, só poderá aceder a determinadas funcionalidades e, por conseguinte, aos dados pessoais que estiverem associados, garantindo assim que os dados pessoais apenas são acedidos por quem necessita da informação para execução das suas funções.

Âmbito

 

Versões: ERP 9.15
Produtos: Executive, Professional
Localizações: Portugal

 

Posted by rbadmin  |  0 Comment  |  in Comunicados, Comunicados em Destaque, RGPD, RGPD Destaque

RHP (PT) – Disp. de alterações legais e fiscais (Sector Privado)

Partilhar
Informamos que foram disponibilizadas as alterações necessárias para cumprir as novas regras impostas por alterações legais e fiscais, publicadas no Orçamento do Estado para 2018 − Lei n.º 114/2017 de 29 de dezembro −, que entraram em vigor a 01.01.2018:
  • Aumento do limite de isenção do subsídio de refeição
O limite de isenção do subsídio de refeição foi aumentado face ao que vigorou durante o ano de 2017.
Alteração das regras de pagamento do subsídio de Natal e férias
A norma que se referia ao pagamento do subsídio de férias em duodécimos não foi renovada no OE para 2018, voltando a vigorar as regras anteriores.
  • Sobretaxa deixa de ser devida em 2018
Após a sua eliminação progressiva atendendo aos diferentes escalões em 2017, em 2018 deixa de ser devida retenção de valores de Sobretaxa.
  • Fim de isenção dos Vales Educação
Os valores pagos através de Vales educação passam a estar sujeitos a tributação na totalidade.
Como Atualizar
As atualizações relativas ao aumento do limite de isenção do subsídio de refeição, aumento da Retribuição Mínima Mensal Garantida estão disponíveis de forma automática através do Serviço de Atualização de Dados (Data Update).
Documentação Importante
2018 – Novo limite de isenção do subsídio de refeição
De acordo com o Artigo 21.º da Lei n.º 114/2017 de 29 de dezembro que aprovou o Orçamento do Estado para 2018, o valor do subsídio de refeição fixado na Portaria n.º 1553-D/2008 de 31 de dezembro, atualizado pela Lei n.º 42/2016, de 28 de dezembro, constitui o valor de referência para efeitos de tributação.
O valor do subsídio de refeição de referência atualmente em vigor e previsto na legislação acima identificada é de € 4,77 desde 01.08.2017.
Desta forma esse é o valor a considerar para apurar o limite de isenção do subsídio de alimentação em sede de IRS, Segurança Social e C.G.A. a partir de 01.01.2018, quando este subsídio for pago em dinheiro.
Já quando este subsídio for pago em vales de refeição ou através de cartão refeição, a subalínea 2) da alínea b) do n.º 3 do Artigo 2.º do Código do IRS estabelece que tal se considera rendimento do trabalho dependente, na parte em que exceder o limite legal estabelecido em 60%. Desta forma, a partir de 01.01.2018, o limite de isenção diário para o subsídio de refeição quando pago em vale ou cartão refeição passa a ser € 7,63 (€ 4,52 x 1,60) ao invés dos anteriores € 7,23.
Sintetizando, a partir de 01.01.2018, os limites de isenção diária no que ao subsídio de refeição respeita passam a ser os seguintes:
  • € 4,77 – quando pago em dinheiro;
  • € 7,63 – quando pago em vales ou cartão refeição.
Os mesmos limites passam a ser considerados para efeitos de incidência contributiva para a Segurança Social, dado que a alínea l) do n.º 2, e o n.º 3 do Artigo 46.º do Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social, estabelecem que integram a base de incidência contributiva os valores dos subsídios de refeição, quer sejam atribuídos em dinheiro, quer em títulos de refeição, nos mesmos termos previstos no CIRS.
Nota importante:
No caso de à(s) remunerações de subsídio de refeição estarem associados descontos de CGA e ADSE, deve ser atualizado o respetivo limite de isenção.
2018 – Atualização da Retribuição Mínima Mensal Garantida (RMMG)
Na sequência da entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 156/2017 de 28 de dezembro, que aprovou a atualização da Retribuição Mínima Mensal Garantida (RMMG), foram disponibilizadas atualizações no módulo de Recursos Humanos que já contemplam os novos valores de RMMG consoante o domicílio fiscal – Portugal Continental, Açores e Madeira – no cálculo de indemnizações e compensações por fim de contrato, no Utilitário de Progressão na Carreira e nos valores a reter no Módulo de Gestão de Penhoras e Adiantamentos.
De acordo com o Artigo 2.º deste diploma, a partir de 01.01.2018, o valor da RMMG passou a ser de € 580,00 para Portugal Continental.
Quanto à Região Autónoma dos Açores, de acordo com o Artigo 3.º do Decreto Legislativo Regional n.º 8/2002/A de 10 de abril “O montante do salário mínimo, estabelecido ao nível nacional para os trabalhadores por contra de outrem, tem, na Região Autónoma dos Açores, o acréscimo de 5%”. Assim, com a alteração efetuada à RMMG, o valor em vigor para esta Região é de € 609,00.
Quanto à Região Autónoma da Madeira e até que seja publicado Decreto Legislativo Regional que atualize o valor para esta Região Autónoma estará em vigor o mesmo valor do Continente, isto é, € 580,00.
Em suma, neste momento, os valores são:
  • Portugal Continental – € 580,00
  • Açores – € 609,00
  • Madeira – € 580,00
2018 − Como atualizar vencimentos em lote por aumento da RMMG?
Para agilizar o processo de atualização do vencimento dos funcionários que auferem o salário mínimo nacional para os atuais valores de Retribuição Mínima Mensal Garantida (RMMG), as entidades empregadoras, após efetuarem a devida análise e enquadramento relativamente a cada um dos funcionários eventualmente abrangidos, poderão usar o utilitário de Atualização de Vencimento.
Este utilitário está disponível em Recursos Humanos l Salários e Honorários l Utilitários l Atualizações em Lote l Atualização de Vencimento.
Para utilizá-lo, executar os seguintes passos:
  1. No separador Definições, acionar a opção Atualiza Vencimento, selecionando a alternativa Valor Mínimo;
  • Colocar o valor de RMMG aplicável ao domicílio fiscal:
Portugal Continental – € 580,00
Açores – € 609
Madeira – € 580,00 
  • No separador Funcionários a alterar, acionar a opção Atualizar. Desta forma, serão apresentados os funcionários que têm definido na ficha do funcionário um vencimento mensal até ao valor indicado na opção Valor Mínimo, ou seja, até ao valor que deverá corresponder ao valor atual de RMMG aplicável naquele domicílio fiscal;
  • Para atualizar os vencimentos, selecionar os funcionários cujo vencimento pretende atualizar e acionar as opções Atualizar e Gravar.
2018 − Pagamento de subsídio de férias e Natal (setor privado)
A norma que nos últimos Orçamentos do Estado se referia ao pagamento do subsídio de férias em duodécimos não foi renovada no Orçamento do Estado para 2018.
Desta forma, para o setor privado, em 2018, deixa de vigorar o regime que nos últimos anos foi aplicável quanto ao pagamento do subsídio de férias e de Natal (em que metade era pago em duodécimos).
Assim, deixa de estar suspensa a norma constante da parte final do n.º 1 do art.º 263.º do código do Trabalho, voltando a vigorar a regra de que o Subsídio de Natal deve ser pago até 15 de dezembro de cada ano.
Já quanto ao subsídio de férias vigoram as regras constantes do art.º 264.º do Código do Trabalho – “Salvo acordo escrito em contrário, o subsídio de férias deve ser pago  antes do início do período de férias e proporcionalmente em caso de gozo interolado de férias”.
Estarão em vigor as regras previstas no Código do Trabalho, salvo nos casos em que os instrumentos de regulação coletiva de trabalho disponham de outra forma.
Fim de isenção dos Vales Educação
Os valores atribuídos a título de Vales Educação pela entidade patronal aos seus colaboradores, com dependentes com idade compreendida entre os 7 anos e os 25 anos, passam a ser tributados na sua totalidade como rendimento do trabalho dependente.
Anteriormente beneficiavam de uma isenção de tributação até ao limite de € 1.100 anuais, por dependente. A partir de 01.01.2018, os valores pagos por essa via são tributados pela totalidade.
A isenção de tributação mantém-se nos termos anteriores relativamente aos Vales ou cheques Infância relativos a dependentes com idade inferior a 7 anos.
Assim, retoma-se o regime anterior a 2015 em que só os Vales Infância tinham incentivos fiscais.
Serviço de atualização de dados
O Serviço de Atualização de Dados é um serviço ELEVATION que tem como objetivo acelerar e simplificar o processo de atualização de dados do ERP PRIMAVERA (ex: Tabelas de Retenção de IRS). Assim, após a instalação e inicialização do PRIMAVERA Cloud Connector e mediante instalação do PRIMAVERA Cloud Connector Data Update, o serviço fica automaticamente disponível e os clientes serão notificados da existência de novas atualizações para os módulos licenciados.
Âmbito
Versões: 9.15 SR7
Produtos: Executive e Professional
Localizações: Portugal
Posted by rbadmin  |  0 Comment  |  in Comunicados, Gestão